Montejunto

Não sou uma pessoa perfeita e não tenho uma vida perfeita. Tenho uma casa com 3 crianças e um trabalho a tempo inteiro, agora mais longe de casa. Os meus dias, por tantas razões, fazem-me sentir muitas vezes que vou enlouquecer! São as situações absurdas no trabalho e as birras e os ralhetes ao chegar a casa, e mais o fazer tudo sempre a correr sem ter um bocadinho do tal tempo para tudo o que é essencial.

E sei que não há vidas perfeitas nem pessoas perfeitas. Não sou só eu, e não é só de ter uma casa cheia de crianças. Todas as vidas têm as suas limitações e as suas assimetrias. Faz parte.

Mas de vez em quando a vida recompensa-nos com um dia perfeito, bem ao estilo do Lou Reed.

Perfeito porque encontramos um lugar perfeito para estar num dia cheio de sol e pouco frio.

DSCN2890_1 DSCN2894_1     DSCN2911_1

Perfeito porque houve tempo e espaço para correr e brincar a 5. Fazer palermices e dizer disparates. Sermos 5 crianças por um bocado, em vez das habituais 3.

DSCN2902_1

Subir às árvores e brincar às escondidas.

DSCN2899_1

Aproveitar bem o tempo e o momento.

Ficar um bocadinho para trás e ver as coisas em perspectiva. Não é um Monet nem um Degas mas para mim é impressionante todo o sentido que faz. Este é o meu quadro perfeito.

DSCN2912_1

E lá enchi a alma daquela energia boa que nos dá força para continuar.


Tagged . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>